#1 Diário de Viagem, Chegada em NY

Tenho duas palavras para descrever o que estou sentindo neste momento. Magia e dor. Magia porque é New York, é Times Square, é 5ª Avenida, é Broadway é Central Park! É você andar por todas as ruas com a impressão de que já viu aquele prédio, mesmo sendo a primeira vez, porque provavelmente ele já apareceu em algum filme. É poder andar falando ao celular sem problemas, ouvir várias línguas esquisitas e não se preocupar com o que os novaiorquinos vão pensar de você, porque maior parte da população ou é turista, ou é da Índia, Japão, etc.

Dor na verdade, sinto pelos meus pés. Antes de embarcar no avião, na hora que estava fazendo a minha mala, estava decidida que não iria me vestir de turista, então nada de sandálias japonenas, nada de bonés, nada de garrafinhas de água e nada de mochilas. Separei tudo com muito cuidado para tentar ao máximo me enturmar com os americanos. No primeiro dia da viagem, estava bem confortável com a minha (linda) sapatilha, mas foi só uma questão de tempo (e calor, e calos, etc) para que meus pés começassem a pedir pinico. Não sei se foi porque estou em pé desde sete da manhã, ou se a culpa é realmente é do sapato, mas sei que não estou sentindo meus pés muito bem. E sei que amanhã vai estar pior, porque não consigo mais contar a quantidade de pequenos calos que surgiram.

A primeira preocupação da viagem foi: almoçar. Comemos em um Subway quase ao lado do hotel e acho que ele vai ser o nosso plano B para todas as refeições que não deram certo. Voltamos ao hotel, pegamos informações e fomos andar lindamente pela 5ª Avenida. Encontrei a minha tão espera Barnes&Nobles, mas não tive a oportunidade de conhecê-la por dentro. Amanhã tudo indica que vamos fazer de novo todo o trajeto com mais calma.

Entre lojas e bilheterias, compramos o ingresso para um espetáculo da Broadway chamado Sister Act. Não esperava muito do show, mas olha, me surpreendeu! O figurino, impecável, a música, impecável, a atuação, impecável como sempre! Fiquei muito curiosa com esse musical porque a atriz principal é a Raven Symoné, que fez As Visões da Raven e eu adorava esse programa quando era mais nova.

Depois do show, saímos da Broadway para a 5ª Avenida indo em direção do hotel e enquanto isso, procurando algum restaurante para jantar. É bem certo que Nova York é a cidade que nunca dorme, mas a maioria dos restaurantes fecham antes da meia noite e se recusam a aceitar clientes se o horário já estiver perto. Isso aconteceu em todos os restaurantes e por isso, nosso jantar foi nada mais, nada menos, do que o maravilhoso, famoso e delicioso hot dog.

Me senti em um filme durante o dia todo. Desde o momento em que entramos no famoso taxi amarelo para nos levar para o hotel, até agora, que estou deitada em um quarto de hotel, morrendo de sono e cansaço, digitando no meu blog. Isso me soa muito como Sex And The City, ou algum filme com a Hillary Duff. 

Enfim, estou cansada. Acho melhor eu ir dormir! Amanhã os planos são: Central Park (todo, até alimentar os patos <3) e algumas compras.

Não comprei nada ainda aqui na viagem. Estou pesquisando melhor os preços e estou vendo que está valendo a pena.

Acho que eu devia estar dormindo, boa noite!

Beatriz.

Anúncios

7 comentários sobre “#1 Diário de Viagem, Chegada em NY

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s