#5 Diário de Viagem, Última Noite em NY

Foi bem chato ter que acordar hoje. Minha penúltima manhã em NY passou tão rápido! Depois do café da manhã pegamos um metrô para o Central Park e o grupo se dividiu. Uma parte foi para o Zoo e outra (eu) foi passear pelo parque.

Uma curiosidade do Central Park: é o segundo mais parque dos Estados Unidos e é mal sinalizado. Ou seja, não é muito difícil se perder ali dentro. Pegamos um mini-taxi, uma espécie de mistura entre taxi e bicicleta e passeamos por uma hora dentro do parque. Vemos esquilos, alimentamos patos e batemos inúmeras fotos! É impossível não se sentir em um filme!

A tarde almoçamos em um restaurante bem fofinho perto do parque e o grupo se encontrou novamente. Depois voltamos para o hotel para arrumar as malas. Todo mundo estava muito cansado. Dormimos por alguns minutos (vulgo horas) e depois saí para assistir Mamma Mia. 

O espetáculo foi mais ou menos bom. Não sei, esperava mais! O filme é tão divertido e colorido, perfeito para um espetáculo musical, mas não foi. O cenário era mais ou menos, o figurino era mais ou menos e a iluminação era mais ou menos. As músicas eram ótimas e os cantores nunca desafinavam. Mamma Mia não é um must-see. Infelizmente, porque eu gostaria que fosse.

Do lado do teatro tinha uma lojinha que vendia coisas dos espetáculos e SIMPLESMENTE tive que entrar nela. Fiquei babando todas as camisetas, globos de neve e filmes. Ah, se eu tivesse dinheiro (e lugar na mala) para comprar todas essas coisas! Surtei com a parte dedicada a Wicked e quase chorei com todos os quadros e camisetas e bottons da Audrey Hepburn.

Fiz questão de voltar para o hotel andando. Olhando toda aquela poluição visual da Broadway pela última vez. É muito perfeito. Sério mesmo. Quando quase estávamos chegando no hotel, paramos em uma pizzaria e comemos calmamente, aproveitando a vista através da parede de vidro.

Agora estou no hotel, não tão cansada como pensei que fosse ficar. Um bocado triste porquê estou deixando a cidade dos meus sonhos, mas feliz por tudo o que vi e vivi aqui. As pessoas que conheci, as compras que fiz, as fotos que tirei. Foi tudo muito lindo, e acho que não poderia ser melhor.

Acredito que todos do grupo estão cansados e não aguentam mais andar durante o dia inteiro em baixo do sol quente. As vezes sem nenhuma sombra, as vezes sem nenhuma brisa. Comendo cereal no café da manhã, sanduíches no almoço e pizza no jantar. Essa é uma parte da rotina das pessoas aqui em New York.

Vim aqui pela primeira vez ano passado, como viajem de 15 anos e assim que o avião pousou enquanto eu escutava Empire State Of Mind, eu sabia que precisava voltar aqui. Melhor, morar aqui.

Morar em NY ainda é um sonho bobo de adolescente que eu quero manter. Sei lá, sei que é difícil, sei que a vida aqui é bastante movimentada e cara, mas eu sinto uma coisa tão boa enquanto estou passeando nas ruas movimentadas como na 5ª Avenida e na Broadway e nas menos frequentadas como, sei lá, a 10ª que sinto que preciso, simplesmente preciso.

Poder assistir dois musicais foi simplesmente perfeito! Sister Act e Mamma Mia foram ambos lindos! Infelizmente não pude assistir o que eu mais queria, Wicked, mas quero pensar que na próxima vez que vier em NY vou assistir, sem falta!

Mesmo com os pés moídos e cheios de calos, é muito gostoso andar pelas ruas movimentas, sentir o cheiro de comida que vem dos carrinhos de cachorro quente em quase toda esquina e poder ver milhares pessoas de vários cantos do mundo. Bom, pelo menos eu gosto.

Seria muito clichê se eu dissesse que vou sentir falta de NY? Seria muito óbvio? Mas e se eu disser que NY vai sentir minha falta? Embora seja uma cidade gigantesca, New York não seria ela mesmo sem seus inúmeros turistas. Sem a fumaça, sem os barulhos de sirenes e sem camelôs. O que faz Nova York ser a melhor cidade no mundo, na minha opinião, é sempre ter a possibilidade de encontrar uma coisa diferente.

Compras de hoje:

 

Beatriz.

Anúncios

3 comentários sobre “#5 Diário de Viagem, Última Noite em NY

  1. “…esquilos…” imediatamente pensa-se no Alexandre. (risos) e me decepcionei com Mamma Mia agora, achava que você fosse sair falando horrores de elogios, que pena =/ E outra coisinha a mais, você PRECISA me emprestar esse livrinho da Wicked (mais risos). Abraços linda ;D

  2. PERFEITA SUA DESCRICAO DE NY. EH ISSO MESMO, UMA CIDADE MÁGICA. PARA MIM, QUE JA ESTOU VELHO E VIAJADO, QUERIDA BIA, O MUNDO SE DIVIDE EM NY & PARIS, e, claro, o meu Brasil, sobretudo minha Fortaleza que, como Gozaguinha, nao troco, nao vendo, nem dou. rsrs

    Seus comentarios sao excelentes e maduros.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s